Político

Vídeo: Capitão Alden, deputado ligado à Bolsonaro, invade hospital de campanha em Lauro de Freitas

foto: reprodução
foto: reprodução

 

Na manhã desta quarta-feira (17), o deputado baiano, Capitão Alden (PSL), tentou invadir uma unidade de campanha localizada município de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador. O caso aconteceu no Hospital Riverside, dedicado ao atendimento de pacientes com Covid-19, durante a pandemia. 

A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) afirma que a Polícia Militar foi acionada para conter o parlamentar, que alegava estar “fiscalizando” o hospital, apesar da unidade ser uma área de isolamento respiratório e de contato, onde é proibido visitas e acompanhantes. 

Veja a seguir o vídeo divulgado pelo secretário de Saúde da Bahia, FáBio Vilas-Boas:

Alden José Lázaro da Silva, ‘Capitão Alden’, é um policial militar  ligado ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e atualmente cumpre seu primeiro mandato como deputado estadual da Bahia. Em nota ao portal Metro1, a assessoria do parlamentar disse que ele não estava armado. Confira o comunicado da equipe do deputado:

“OBRIGAÇÃO DO DEPUTADO ESTADUAL É FISCALIZAR O GOVERNO DO ESTADO

O deputado estadual Capitão Alden mantém seu posicionamento firme quanto às suas atribuições enquanto representante do Poder Legislativo Estadual. O parlamentar é o único entre os 63 deputados estaduais na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) que tem cumprido todas as funções do cargo, especialmente, a fiscalização dos atos do Poder Executivo Estadual. Graças às investigações feitas por Alden diversos processos de aquisições e pagamentos duvidosos foram denunciados, a exemplo do contrato de 2.8 milhões de reais, a denúncia feita ao Ministério Público (MP) e Tribunal de Contas do Estado (TCE), o que resultou na anulação do referido contrato. ‘Não irei fechar os olhos para irregularidades e tão pouco utilização do momento de pandemia para gastos exorbitantes com supostas desculpas que são para as unidades de saúde’, pontua Alden”.

No dia 11 de junho (quinta-feira) Bolsonaro pediu, durante transmissão ao vivo nas redes sociais, para que os seus eleitores ‘arranjassem um jeito’ de entrar em hospitais para filmar os leitos de tratamento ao Covid-19.

Entenda mais detalhes sobre o caso:

Sobre o Autor

Avatar

jornalismo

3 Comentários

Clique aqui e deixe seu comentário