Mercado e Negócios Notícias

Uber Eats deixará de fazer entregas de restaurantes

Foto:  Poder 360
Foto: Poder 360

O aplicativo de delivery Uber Eats vai deixar de fazer entregas de restaurantes a partir do dia 8 de março. Segundo anúncio nesta quinta-feira, 6, a empresa disse que continuará funcionando, mas apenas para itens de supermercados e lojas.

A Uber decidiu trabalhar em duas frentes: com a Cornershop by Uber, para serviços de intermediação de entrega de compras de supermercados, atacadistas e lojas especializadas e a entrega de pacotes pelo Uber Flash.

Segundo informações do G1, o aplicativo disse ainda que planeja expandir no Uber Direct, uma opção corporativa que permite que lojas façam entregas no mesmo dia para seus clientes, e em meios de transporte, como motos e táxis, para oferecer seus produtos.

Em 2019, a Uber adquiriu participação majoritária da startup chilena Cornershop e integrou os pedidos de supermercado ao Uber Eats.

No Brasil, o iFood comanda o mercado de delivery por aplicativos, com mais de 70% de participação. A empresa foi proibida pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de realizar novos contratos de exclusividade com restaurantes após uma reclamação conjunta do Uber Eats e do Rappi.