Bahia Brasil Mercado e Negócios Notícias

Setor de serviços lidera oferta de vagas de emprego em Salvador

Foto: Estado de Minas
Foto: Estado de Minas

Salvador encontra-se numa dinâmica de recuperação econômica, apesar do impacto causado pela segunda onda da pandemia. Com base na última pesquisa do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, nos últimos oito meses, 21.260 trabalhadores foram contratados com carteira assinada, sendo que deste total, 4.406 ocorreram no mês de agosto.

O setor de serviços continua protagonizando este resultado, sendo responsável no mês de agosto pela criação de 3.294 postos de trabalho. Neste ano, o setor participou com 15.463 empregos, evidenciando as atividades de informação, financeiras, imobiliárias e administrativas.  O setor do comércio vem em segundo lugar nas pesquisas com a criação de 2.792 postos, seguido da construção civil, com 2.218 postos.

No ranking nacional de geração de empregos, no mês de agosto, a capital baiana ocupou a 8ª posição; e o segundo lugar na região Nordeste. Em 2021, Salvador posiciona-se em 9° lugar e entre as capitais nordestinas se mantém na segunda posição.

Intermediação do Simm – Por meio do Serviço de Intermediação de Mão de Obra (Simm), da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Renda (Semdec), 1.752 trabalhadores entraram no mercado de trabalho este ano. O montante representa um aumento de 191% em relação ao mesmo período do ano anterior, que foi fortemente impactado pela pandemia de Covid-19.

Dentre os que venceram o desafio de sair da estatística de desempregados em Salvador está a estudante de Direito, Monique Silva Santana, 27 anos, que depois de disseminar seu currículo em diversas empresas, hoje, trabalha das 7h às 16h, em home office, atendendo aos clientes de um aplicativo de vendas. Responde em média 40 e-mails, além de mensagens de WhatsApp e ligações de telefone.

Monique resolveu se candidatar à seleção de uma vaga de emprego de atendente exibida no site do Simm. Passou na prova e entrevista, foi encaminhada pelo Simm à empresa paulista Inove, sendo contratada pelo regime trabalhista da CLT. “A minha carteira de trabalho não era assinada desde 2015. Este modelo de trabalho está sendo bom, porque me dá possibilidade de cuidar da minha filha em casa. A empresa pediu para eu escolher um horário adequado às minhas necessidades e ainda tenho direito ao ticket alimentação”, conta a estudante.

Avaliação – Para a titular da Semdec, Mila Paes, o resultado do Caged demonstra que a economia de Salvador está se recuperando paulatinamente a cada mês. “No que compete a administração municipal, todo esforço da Semdec/Simm está sendo feito para captação de vagas, na intermediação com a iniciativa privada, além do desenvolvimento de políticas de treinamento da mão-de-obra para preparar e capacitar o trabalhador que deseja entrar no mercado de trabalho”, pontua.

O presidente da Fecomércio-Ba, Carlos Andrade, também comemora os sinais positivos apresentados pela economia soteropolitana. “Estamos percebendo a volta da credibilidade no comércio. Estamos voltando lentamente, fazendo a nossa parte, pois a pandemia não acabou e temos que manter todos os protocolos de segurança em nossos estabelecimentos. Parabenizamos a Prefeitura de Salvador, que adotou com responsabilidade o plano de retomada das atividades econômicas, abrindo o diálogo conosco, sinalizando a boa expectativa do segmento”, declara.