Bahia Notícias Poder Público Saúde

Rui reforça exigência próxima de passaporte de vacinação em espaços coletivos

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O governador Rui Costa confirmou nesta segunda ,13, que exigirá o comprovante de vacinação para acesso a locais públicos, como estádios, academias e outros espaços coletivos. A medida tem sido prometida pelo chefe do Palácio de Ondina há pelo menos um mês, mas ainda não há data para ser implementada, já que boa parte da população ainda não recebeu a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

“Nós vamos exigir o chamado passaporte da vacina para acesso a locais públicos. Esta medida não foi tomada ainda porque quem tem menos de 40 anos ainda não tomou a segunda dose. Queremos acelerar a vacinação para que as flexibilizações sejam feitas, mas com o devido cuidado”, escreveu o governador no Twitter.

Em meados de agosto, Rui chegou a dizer que será proibida a atuação no serviço público daqueles que não se vacinarem. “Se alguém não quer se vacinar, não pode ir para o estádio contaminar os outros. Vai assistir o jogo dele em casa, na televisão. Não pode trabalhar no Estado ou na prefeitura. Tem que ficar em casa, responder a um processo administrativo e ter seu salário cortado até que resolva se vacinar. Nós estamos cuidado da vida de 15 milhões de pessoas e não pode ser a vaidade, ou a convicção, de indivíduos que podem contaminar as pessoas. Temos que separar o que é direito individual do que é direito coletivo”, disse, na ocasião.

Na última sexta-feira, 10, o chefe do Executivo estadual sinalizou um possível retorno de público aos estádios em agosto, desde que seja comprovada a imunização. “A partir do dia 15, saímos da Fonte Nova, vamos permitir a volta dos jogos ao estádio. E vamos conversar para quem sabe em outubro a gente ter público de volta aos estádios paulatinamente, condicionado à apresentação do atestado de vacinação de duas doses até 60 anos, e com a terceira dose acima de 60”, disse o governador, em entrevista