Notícias

Presidente da Petrobras descarta desabastecimento de gás de cozinha

Foto: Fábio Guimas
Foto: Fábio Guimas

O presidente da Petrobras afirma que o Brasil não corre risco de sofrer um desabastecimento do gás de cozinha, apesar da corrida às lojas para estocar o produto desde o início do isolamento social proposto para conter o novo coronavírus (Covid-19).

“Reduzimos o fator de utilização das refinarias, o que vai significar uma redução leve na produção de GLP [gás liquefeito de petróleo, o gás de cozinha], que será compensado por importações”, justificou Roberto Castello Branco, em evento virtual promovido pela corretora XP.

Na segunda (30), a Petrobras anunciou reforço nas importações do produto, para compensar parte dos volumes que deixarão de ser produzidos no país com a redução das operações nas refinarias da estatal, medida que responde à queda na demanda por outros combustíveis.

Conforme explicou Castello Branco, as importações emergenciais são suficientes para encher cinco milhões de botijões. Informações da Folha de S. Paulo