Notícias Notícias

Ouça: Elinaldo fala sobre cobrança de taxa e plano de combate a incêndio da Feira

Em entrevista, o prefeito afirmou que já há valores definidos para a cobrança. Foto: Daniel Fonseca
Em entrevista, o prefeito afirmou que já há valores definidos para a cobrança. Foto: Daniel Fonseca

O Centro Comercial de Camaçari amanheceu fechado nesta segunda-feira (13), conforme havia determinado decisão judicial da 1ª Vara da Fazenda Pública do município. A Feira permanecerá interditada até que as irregularidades constatadas pelo Ministério Público sejam resolvidas.

As principais pendências são a cobrança de taxas condominiais, luz, água, limpeza e segurança, e o plano de combate a incêndio.

Em discurso, o prefeito Elinaldo Araújo (DEM) afirmou que teve conhecimento da determinação do juiz César Augusto Borges, na quinta-feira passada, 9 de fevereiro. “Creio em Deus que hoje [segunda-feira] ainda o juiz vai rever essa posição”, diz. Segundo o demista já existe um valor para a cobrança da taxa.

Ainda sobre a taxa, o secretário dos Serviços Públicos, Armando Mansur, disse que houve uma conversa prévia com os comerciantes e os 1,8 mil permissionários estão cientes da cobrança.