Notícias

Lançada plataforma que facilita monitoramento das Metas do Judiciário

A partir de agora, os dados das Metas do Judicionário podem ser visualizados, em tempo real, na página eletrônica do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A nova plataforma, chamada de Painel de Resultados das Metas Nacionais, traz uma série de funcionalidades.

As Metas do Judiciário são coordenadas pelo CNJ e servem para nortear a atuação dos tribunais do País para o aprimoramento da prestação de serviços da Justiça. A plataforma permite ao usuário monitorar cada tribunal especificamente, segmentando por metas e por instância. É possível também fazer cruzamento de dados entre tribunais e instâncias, e exportar as informações para uma planilha do Excel.

O Departamento de Gestão Estratégica informa que o painel será cada vez mais aperfeiçoado, disponibilizando novos gráficos e permitindo mais análises dos dados.

Neste ano, os tribunais brasileiros trabalham com oito Metas Nacionais do Poder Judiciário. A meta 1 estabelece que se deve julgar mais processos que o número de processos distribuídos.

A meta 2 trata do esforço em julgar processos mais antigos, já a meta 3 visa aumentar os casos solucionados por conciliação (Justiça Federal e Justiça do Trabalho).   Na sequência, a meta 4 trata da priorização do julgamento de processos relativos à corrupção e improbidade administrativa, a meta 5 visa impulsionar processos à execução (Justiça Estadual, Justiça Federal e Justiça do Trabalho).

As metas 6 e 7 tratam, respectivamente, da priorização do julgamento de ações coletivas e da priorização do julgamento dos processos dos maiores litigantes e dos recursos repetitivos. Por fim, a meta 8 trata do fortalecimento da rede de enfrentamento à violência doméstica contra as mulheres (Justiça Estadual).

No acumulado até a última sexta-feira (22/6), o Painel de Resultados das Metas Nacionais mostra que a Meta 1 tem sido cumprida, atingindo o percentual acima de 100%. O destaque está na justiça do trabalho (136%) e a justiça eleitoral (116%).

A meta 8, que trata sobre a violência contra a mulher, está com percentual de cumprimento de 82,5%. Em agosto acontecerá a 11ª Semana pela Paz em Casa, período no qual os tribunais fazem mutirão para acelerar o julgamento dos processos relativos à violência doméstica.

As informações são da Agência CNJ