Político

Fabrício Queiroz tem pedido de prisão domiciliar negado pela Justiça do Rio

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 

Na madrugada deste sábado (21), o Tribunal da Justiça do Rio de Janeiro negou o recurso de prisão domiciliar à Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro (Republicanos). 

Até o momento, Queiroz está cumprindo prisão preventiva, em uma cela individual com seis metros quadrados, que tem cama, pia, vaso sanitário e chuveiro.

Ainda sem data definida, o mérito do habeas corpus será julgado pelo colegiado da 3ª Câmara Criminal, afirma a Agência Brasil. 

PRISÃO DE FABRÍCIO QUEIROZ

O policial aposentado, Fabrício Queiroz, foi preso na manhã da última quinta-feira (18) em Atibaia, interior de São Paulo. Quiroz é ex-assessor e ex-motorista do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Policial Militar aposentado, Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão em sua conta de maneira considerada “atípica”, segundo relatório do antigo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf). Ele trabalhou para o filho do presidente Jair Bolsonaro antes de Flávio tomar posse como senador, no período em que ele era deputado estadual no Rio.

Confira mais detalhes sobre o caso: