Camaçari Notícias Saúde

Elinaldo determina compra de vacina contra Covid-19

Foto: Tiago Pacheco
Foto: Tiago Pacheco

Nesta terça-feira (23), o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou estados e municípios a comprarem a vacina contra a Covid-19. Após a decisão, o prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo (DEM), determinou a compra de imunizantes em reunião com equipe da Secretaria da Saúde (Sesau) e com o Conselho Municipal de Saúde.

O STF autorizou a compra da vacina por parte dos estados e municípios, condicionando-a apenas no caso do Plano Nacional de Vacinação ser descumprido pelo Governo Federal ou na insuficiência de doses previstas para imunizar a população. A decisão também é válida para os casos no qual a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) não conceder a autorização em até 72h para uso de imunizantes aprovados por agências reguladoras de outros países.

“[Elias] Natan já iniciou o contato com os laboratórios e o primeiro foi a Pfizer. Eu já deixei todo corpo técnico da prefeitura envolvido nos processos de compras em estado de alerta para proceder com a compra imediata assim que os laboratórios estiverem autorizados a vender”, afirma Elinaldo.

O democrata acredita ser fundamental a consolidação de um consórcio para garantir a unidade entre o Governo do Estado e prefeituras.

“Se os municípios se unirem para comprar no formato de consórcio todos saem ganhando. Mas, isso depende do Governo do Estado liderar esse processo. Mas, caso isso não ocorra, nós iremos garantir sim, a imunização de todo público-alvo de nossa cidade. Hoje temos 40 pontos de vacinação possíveis. E se necessário for, iremos aumentar”, ressalta o prefeito.

“Iremos assegurar gradativamente a imunização de todos em Camaçari. O prefeito está garantindo orçamento para isso. Nossa equipe já está em contato com os laboratórios. Estamos deixando tudo pronto para quando os laboratórios puderem vender aos municípios, façamos a compra imediatamente”, ponta o secretário da Saúde, Elias Natan.

Leitos

O governo municipal prevê a ampliação nos próximos dias do número de leitos exclusivos para Covid-19: de 10 para 15 leitos de UTI no Hospital Santa Helena; a contratação de mais cinco leitos de UTI e de 10 leitos clínicos através de termo de credenciamento; e a reativação, através de chamamento público, do Centro Intermediário de Enfrentamento ao Coronavírus com mais 20 leitos clínicos e demanda aberta para atendimento a pacientes sintomáticos.