Bahia Cultura e Entretenimento Diversidade Entretenimento Gente que Faz Notícias Poder Público Prefeitura de Salvador Salvador

Com o avanço da vacinação prefeito Bruno Reis ver possibilidade de Festa da Virada e Carnaval

Foto: G1
Foto: G1

Diante da expectativa de concluir a aplicação de primeiras doses em toda população soteropolitana adulta até o fim dessa semana, o prefeito Bruno Reis (DEM) está otimista quanto a realização do Festival Virada Salvador e do Carnaval.

Segundo o gestor, ele enxerga como possível a realização dos festejos tradicionais, já que a vacinação tem avançado e até o fim do ano a expectativa é de que toda a população adulta já tenha completado o esquema vacinal contra Covid-19 e as crianças e adolescentes já tenham ao menos iniciado a imunização.

Salvador já cadastrou crianças e adolescentes com comorbidades para a imunização anti-Covid e nesta terça-feira (17) vai abrir o cadastro para esse público de forma geral. Segundo o gestor, dessa forma a cidade se antecipa e já fica preparada para iniciar a aplicação de doses nesse público assim que o Ministério da Saúde der o aval para isso.

O otimismo de Bruno Reis quanto a realização do Réveillon e Carnaval esbarra na avaliação do governador Rui Costa (PT), que na semana passada afirmou desconhecer informações de comercialização de festas para o Réveillon 2022 na Bahia. Durante o programa Papo Correria, que aconteceu especialmente na quarta-feira (11), o gestor destacou que não há ainda decreto que autorize realização de grandes eventos e não há possibilidade de “antecipar” determinações. Para Rui, “é prematuro fazer anúncios para o futuro”

Questionado sobre o posicionamento do governador, Bruno Reis argumentou que a gestão de Salvador tem se baseado na ciência e acredita no potencial da vacina de “reestabelecer a normalidade”.

 

“Seja qual for a orientação técnica e cientifica, vamos cumprir”, disse o prefeito ao destaca que por acreditar na vacina e pela estratégia montada na cidade, é possível pensar na realização de Réveillon, Lavagem do Bomfim e Carnaval.

 

Segundo Bruno, Salvador reteve segundas doses dos imunizantes e defende a antecipação das aplicações dos reforços e redução do intervalo entre doses para que a cidade alcance a imunização completa o quanto antes. A estimativa do prefeito é de que antecipando as segundas doses, em outubro toda a população adulta da capital baiana estaria com o esquema vacinal contra a Covid-19 completo.

 

“Com isso estaríamos mais tardar no final de outubro com 100% de imunizados com duas doses. Então dá para falar sim em Réveillon, Lavagem do Bomfim e Carnaval, a não ser que a vacina não surta efeito que nós esperamos que surta”, argumentou o gestor.

 

Ainda conforme Bruno Reis, o Réveillon é um evento da prefeitura e já está planejado. A gestão aguarda o avanço da vacinação pra fazer o anúncio. “Se nós tivermos condições sanitárias, vamos fazer, porque é um evento importante para nossa economia”, ressaltou Bruno ao exemplificar que em edições do Festival Virada, Salvador chegou a ter 100% de ocupação hoteleira.