Camaçari Mercado e Negócios Notícias

Cobranças do Minha Casa Minha Vida podem ser suspensas em Camaçari

Foto: Divulgação/Ascom
Foto: Divulgação/Ascom

O vereador Júnior Borges (DEM) enviou um ofício à Caixa Econômica Federal, pedindo a suspensão temporária da cobrança do pagamento de parcelas dos moradores do programa federal Minha Casa Minha Vida (MCMV).

De acordo com o democrata, o momento não é para cobranças. “Muitos destes moradores são desempregados ou tem uma renda informal e por conta do coronavírus, ficaram sem ter como sustentar alguns pagamentos. Esperamos que a Caixa atenda este nosso pedido”, disse.

O ofício de nº 002 de 2020, pede a suspensão temporária das cobranças das parcelas mensais feitas pela CEF para os moradores dos empreendimentos do MCMV. Júnior Borges argumenta que o pagamento destas parcelas, neste período de pandemia, pode ser feito pelo Fundo Garantidor de Habitação Popular (FGHab). “No artigo 20 da Lei nº 11.977/2009 prevê que em caso de desemprego e redução temporária da capacidade de pagamento do mutuário, o FGHab pode assumir o pagamento destas parcelas”, explicou.