Camaçari Cultura e Entretenimento Cultura Viva

Camaçari: Projeto “Das Telas às Imagens” chega à segunda etapa

Foto: Arquivo
Foto: Arquivo

O projeto “Das Telas às Imagens – Identidade Cultural Por Cada Um de Nós” chega à segunda etapa e a exposição itinerante, que integra o trabalho de seis artistas e acontece simultaneamente em quatro espaços de Camaçari, ganha uma nova programação.

A obra “Como eu te vejo”, da artista plástica Tamirys da Silva, passou a ocupar o foyer do Teatro Alberto Martins. “Está sendo a primeira exposição da cidade que tenho a oportunidade de mostrar meus trabalhos e têm sido muito importante para mim, pois estava um pouco desanimada, principalmente neste período de pandemia, e agora com o projeto foi um resgate, uma grande oportunidade”, destaca.

A artista começou a pintar em 2014 quando foi fazer aulas na Cidade do Saber. “Desde então não parei e há quatro anos passei a atuar com a arte também profissionalmente”, conta Tamirys, que retrata em seus trabalhos figuras humanas, realistas ou abstratas.

Já o artista plástico Nilson Carvalho está com obras da coleção “As sete maravilhas da costa” expostas no Boulevard Shopping Camaçari. “Tenho achado maravilhoso o projeto Das Telas às Imagens por ser uma forma de levar conhecimento e arte à população e também valorizar os artistas. Mostra que Camaçari tem sim cultura”, pontua.

Desde os nove anos Nilson pratica a pintura, de forma autodidata. “Aos 13 anos participei de um concurso na escola para ganhar uma bicicleta”, lembra. Apesar de não ter o apoio do pai, aos 16 anos ele começou a vender pinturas em espaços públicos e desde então, mesmo tendo atuado em outras profissões como atividade principal, ele teve a pintura sempre em sua vida e dava aulas de artes. “Desde 2000 passei a viver da arte, seja vendendo quadros, fazendo pinturas por encomenda ou sendo professor”, afirma o artista.

A mostra itinerante integra ainda obras de Sony Sol, que está com a exposição “Mandalas” para visitação no Teatro da Pracinhas da Cultura; Arthur Seabra, com a obra ” Os caminhos de Osun: de Osogbo ao rio Pojuca”, no Boulevard Shopping Camaçari; além de Itamar Pinheiro, com o trabalho “Crença e fé”, e Mhari Conceição, com a obra “Caminhos do inconsciente “, ambos no foyer do Teatro Alberto Martins.

As obras permanecem em cartaz por 15 dias em cada um dos locais, mudando o endereço de visitação até passar por todos os espaços culturais, totalizando 60 dias de exposição. Ao final deste ciclo, o projeto deve fazer parceria com novos artistas.

“Das Telas às Imagens – Identidade Cultural Por Cada Um de Nós” é realizado pelo Núcleo de Produção do Teatro da Cidade do Saber, através do subprograma Camaçari Tem Cena, com o objetivo de fomentar uma reflexão individual, coletiva e social sobre o contexto da arte e sua real importância, transcendendo o ambiente e atingindo a sociedade. São abordadas temáticas variadas, buscando desenvolver um olhar crítico e sensível, além do desenvolvimento do gosto pela arte, explorando as possibilidades de expressão e interpretação da diversidade cultural como uma forma de ver, viver e conviver com a arte no espaço cultural por meio da formação de plateia e, até mesmo, de novos talentos.

Confira mais sobre os artistas e as obras:

Foyer do Teatro da Cidade do Saber

Artista: Itamar Pinheiro – fotógrafo especialista em diversos estilos, campeão do concurso Fotografe Camaçari 2018 na categoria Profissional, idealizador do Banco Iconográfico de Camaçari

Obra: Crença e fé

A exposição retrata memórias, valor histórico e cultural das igrejas da cidade de Camaçari. As imagens refletem a valorização, conservação e, principalmente, salvaguardar os bens culturais da igreja, consolidando valores importantes e contribuindo com novas gerações nos valores de memória de um povo.

Artista: Mhari Conceição – graduada pela Escola de Belas Artes da UFBA, arte-terapeuta pela Escola Bahiana de Medicina, atua como professora, artista plástica, cenógrafa, figurinista e arteira.

Obra: Caminhos do inconsciente

Os Caminhos do Inconsciente reúne obras abstratas realizadas com técnicas diversas. Assim como a alma fala através das artes, as pinturas abstratas revelam o que a boca não pode dizer e o que as palavras são incapazes de pronunciar. Almas nuas!

Foyer do Teatro Alberto Martins

Artista: Tamirys Silva – artista plástica, pintora, camaçariense. Iniciou sua trajetória artística em 2014 na Cidade do Saber

Obra: Como eu te vejo

O conjunto de obras aleatórias carregam a imagem de mulheres em suas diversas formas, trazendo assim a poesia do olhar a outra. “Existe uma rebelião dentro de mim para que me faça perder de mim mesma” (Tamyris Silva).

Teatro da Pracinha da Cultura

Arista: Sony Sol – artista plástica, autodidata, arte-educadora, estreou em 2010 com cartões em produto orgânico, na Itália

Obra: Mandalas

As mandalas, em seus formatos e cores, retratam desejos, fantasias, reflexão do ‘eu e o mundo’, trazendo a representação de ideias personificadas em cada um. O colorido da mandala, além de ferramenta terapêutica, atrai bons fluidos e, principalmente, trabalha a criatividade interior de cada um.

Boulevard Shopping

Artista: Terreiro Casa do Mensageiro, através do Museu Afro-brasileiro Pai Procópio de Ogunjá (MAPPO)/ fotógrafo: Arthur Seabra

Obra: Os caminhos de Osun: de Osogbo ao Rio Pojuca

A exposição traz fotografias do culto à Osun na Casa do Mensageiro, que se situa às margens do Rio Pojuca. É o culto da matriarca da Casa do Mensageiro, cujo rio demonstra enorme semelhança com o existente no continente africano, o Osogbo, na Nigéria, lugar de devoção de origem da Deusa.

Artista: Nilson Conceição Carvalho – artista plástico, com imagem de Santa Dulce no Museu da Santa, professor de artes plásticas, pioneiro em pintura de mulheres do município

Obra: As sete maravilhas da costa A obra retrata a beleza da costa de Camaçari. As telas também refletem o espelho de Vila de Abrantes à Itacimirim, formando o espetáculo de riquezas da natureza da Bahia.