Bahia Saúde

Bahia começa a dar indícios de 3ª onda da Covid-19, aponta Fiocruz

Foto: Nelson Almeida/AFP
Foto: Nelson Almeida/AFP

Pesquisadores da Fiocruz e gestores públicos apontam para uma situação de estabilidade epidêmica, mas alertam para o risco de uma nova explosão de casos nas próximas semanas, a chamada terceira onda, caso as medidas de prevenção contra o coronavírus não sejam mantidas na Bahia.

Nas últimas 24 horas foram registradas 78 mortes pela Covid-19 no estado, que ocorreram em diferentes datas. Desde o início da pandemia, um total de 19.972 pessoas morreram pela doença. O estado chegou à marca de 957.267 casos de Covid-19, 1.917 em 24 horas. O total de 921.056 pessoas estão curadas, 2.476 no segunda-feira, 17. Os dados são da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), divulgados na segunda.

A infectologista e pesquisadora da Rede Covida-Fiocruz Bahia, Fernanda Grassi, reforça que aumentar a velocidade de imunização populacional no estado e preservar hábitos de prevenção são essenciais para evitar o agravamento da pandemia.

“Quando a vacinação não ocorre com a velocidade necessária, existe o maior risco do vírus ganhar variantes. Além disso, hábitos como o distanciamento social, uso de máscaras, álcool em gel são essenciais para conter o avanço da Covid-19”, explica a pesquisadora em entrevista ao A Tarde.

De acordo com a Sesab, em todo o estado, dos 1.588 leitos de UTI adulto para a Covid-19, 1.328 possuem pacientes internados, uma taxa de ocupação de 84%. Na UTI Pediátrica, 23 dos 36 leitos destinados para a doença estão ocupados, representando uma taxa de 64%.

Na capital, dos 779 leitos de UTI adulto, 629 estão ocupados, taxa de 81%. Na UTI Pediátrica, 17 dos 27 leitos destinados para a doença estão ocupados, uma taxa de ocupação de 63%. Com relação aos leitos de enfermaria adulto da Bahia, dos 1.772, o total de 1.176 estão ocupados, taxa de ocupação de 66%. Nos leitos de enfermaria pediátrica, das 67 vagas, 44 estão em uso, uma taxa de ocupação de 66%.

Na capital, dos 704 leitos clínicos adulto voltados para o tratamento da Covid-19, 503 estão ocupados, taxa de 71%. No cenário dos leitos clínicos pediátricos, 26 das 37 vagas disponíveis estão ocupadas, taxa de 70%.