Poder Público Salvador

ACM Neto prorroga decretos em Salvador; confira as medidas restritivas e os serviços que voltam a funcionar 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em coletiva virtual, o prefeito ACM Neto anunciou nesta segunda-feira (1), a prorrogação dos decretos com medidas restritivas para toda Salvador,  até o dia 15 de junho. A Prefeitura afirma que a partir de quarta-feira (03), os estabelecimentos com mais de 200 metros quadrados estarão liberados para funcionar desde que seguindo regras gerais e protocolos específicos. É o caso das concessionárias e revendas de veículos (automóveis, motos e bicicletas); lavanderias; comércios de serviço de arquitetura, decoração, elétricos e de ferragens; clínicas, para atendimento eletivo; e construção civil em imóveis habitados.

 Ainda de acordo com o órgão, essas atividades se juntam às lojas de material de construção e limpeza, farmácias, as que comercializam equipamentos ou insumos para a saúde, oficinas e autopeças, supermercados, padarias, açougues e pet shops. 

“A depender da evolução da pandemia na cidade, podemos anunciar outras atividades liberadas ou mesmo voltar a restringir algumas. Não temos ainda segurança, por exemplo, para abrir os shoppings ou os bares e restaurantes, que vão seguir funcionando com entrega via delivery ou drive-thru. Vamos continuar avançando nos protocolos para que possamos, em breve, se tudo der certo, liberar outras atividades com segurança”, disse ACM Neto.

Conforme anunciou o prefeito, ficam prorrogados, até o dia 15 de junho, os seguintes decretos que valem para toda a cidade:

  • Suspensão das atividades das academias de ginástica, cinemas, teatros e demais casas de espetáculo e parques infantis privados;
  • Suspensão das atividades de classe nas escolas particulares e da rede municipal de ensino;
  • Limitação de público em no máximo 50 pessoas para eventos que causem aglomeração, desde que mantida distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas;
  • Suspensão das atividades dos shoppings centers, centros comerciais e correlatos, com exceção do drive-thru, que já teve o protocolo de funcionamento lançado pela Prefeitura;
  • Suspensão do funcionamento dos clubes sociais, recreativos e esportivos;
  • Interdição, com proibição de atividades comerciais, das praias para a população;
  • Suspensão das atividades do comércio de rua, com as exceções previstas anteriormente e citadas acima; 
  • Redução em 30% do número de funcionários de call centers;
  • Suspensão das atividades de casas de show e espetáculos, boates, danceterias, salões de dança, casas de festa e eventos; 
  • Suspensão das atividades salões de beleza, bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência situadas em postos de combustíveis. Bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência podem fazer delivey ou, se não estivem em bairros com restrições setorizadas, entregar o alimento no balcão;
  • Proibição de ações de emissão sonora em logradouros públicos e estabelecimentos particulares;
  • Determinação do fechamento dos mercados municipais de Itapuã, de Cajazeiras, das Flores (Largo Dois de Julho), do Bonfim e do Antônio Lima (Liberdade);
  • Suspensão da exigência de pagamento dos estacionamentos da Zona Azul;
  • Determinação para que os mercados e supermercados estabeleçam horário especial de atendimento, das 7h às 9h, para idosos, pessoas com diagnóstico de câncer e em uso de medicamentos imunossupressores.
  • Uso obrigatório de máscaras no transporte público, particular, estabelecimentos comerciais e ambientes laborais, tanto para trabalhadores quanto clientes ou consumidores. 

O prefeito ainda afirmou que existe risco de colapso no sistema de saúde e que o mês de junho é considerado “crítico”. Podemos ter mais de mil mortos daqui a 20 dias, se as projeções se confirmarem. Esperamos que não. Hoje, temos pouco mais de 400 óbitos de pessoas pela Covid-19 em Salvador, e as projeções iniciais apontavam para mais de 800. Mas cada vida é importante, e queremos diminuir ainda mais a taxa de contaminação e aliviar a pressão sobre os leitos de UTI”, salientou. 

Saiba mais detalhes sobre as restrições e regras de funcionamento acessando aqui.