Político

‘À moda brasileira’: ACM Neto culpa Bolsonaro por situação do Brasil durante pandemia

foto: reprodução
foto: reprodução

Nesta sexta-feira (5), durante uma live em suas redes sociais o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM),  relacionou a situação crítica do Brasil com o coronavírus à postura do presidente Jair Bolsonaro em meio à pandemia. 

“Só estamos passando por tudo isso porque o presidente adotou essa postura [de minimizar os impactos da doença]. Se ele tivesse seguido um caminho de diálogo com prefeitos e governadores, teríamos aplicado uma medida de isolamento muito mais séria”, explicou ACM.

O prefeito ainda lamentou a decisão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que na última quinta-feira (4) ordenou que a Advocacia-Geral da União emitisse um parecer para liberação de acesso às praias, afirmando que “não vê  nada demais ir para praia”, pois segundo ele, “praia é saúde”. Para ACM, esta iniciativa apenas estimula a população a não cumprir a quarentena. 

“O isolamento aqui é à moda brasileira. Não vi isso em nenhum lugar no mundo. Isso se dá aos gestos do presidente. Agora a gente está aqui lutando para salvar vidas, evitar colapso no sistema de saúde, para ter condições de abreviar sofrimento dos empresários e voltar à vida normal mais cedo e o presidente falando essas loucuras”, criticou o gestor, que ainda classificou as declarações do presidente como “loucuras. 

Ontem (4), o país registrou 1.473 mortes por Covid-19 em 24h. Na Bahia, até às 18h, foram confirmados 23.463 casos positivos e 790 óbitos em decorrência da enfermidade.