Cultura e Entretenimento

Web-teatro: Coletivo Cênico CORRE estreia dia 10 o espetáculo ‘PARA-ISO’

Foto: Dante Vincenzo
Foto: Dante Vincenzo

 

O Coletivo Cênico CORRE apresenta, em formato virtual, o espetáculo PARA-ISO. Com oito episódios, a peça teatral propõe uma reflexão sobre o modo como HIV e Covid tem atingido os corpos gays, numa tentativa de tecer uma correlação entre as epidemias que distam em 40 anos. O público poderá conferir os episódios a partir de 10 de abril, no canal do Youtube do grupo.

A Obra escrita e dirigida por Luiz Antônio Sena Jr. traz o ideal da comunidade imune que acaba por escolher quem deve morrer em virtude da “imunidade”, gerando os corpos que não estão no padrão ideal, a necropolítica.

A peça remonta a trajetória de um homem gay que vem a óbito, a partir da visão de cinco personagens que têm suas vidas atravessadas por ele. Vividas por Anderson Danttas, Igor Nascimento, Luiz Antônio Sena Jr, Marcus Lobo e Rafael, as personagens Leka, Tito, Miguel, Rogério e Paul, respectivamente, se encontram na Casa PARA-ISO, em que ele morava, na noite de seu velório. Ao passo que visitam esse espaço, agora vazio e cheio de mensagens subliminares, transbordam as memórias.

“Nos baseamos nesses marcadores para entender o vírus social que afeta e mata muito mais. É importante mudar o foco do olhar, perceber os preconceitos estabelecidos e como podemos quebrá-los, usando as estratégias desse tempo, mas sempre se inspirando nas narrativas deixadas por aqueles e aquelas que vieram antes de nós”, reforça Marcus Lobo, co-diretor do espetáculo.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.