Notícias

Solenidade marca entrega e hasteamento da Bandeira Azul em Guarajuba

Fotos: Kelvi Lima
Fotos: Kelvi Lima

Um paraíso de águas mornas, areia branca, piscinas naturais, ondas e corais. Guarajuba tem praia para todos os gostos e só de olhar já dá pra perceber o motivo de ter  recebido a maior certificação ambiental que uma praia pode receber. A tão esperada Bandeira Azul, importante rótulo ecológico de sustentabilidade, foi hasteada na manhã deste sábado (16/11), com direito a música, muita emoção e um cenário de tirar o fôlego. Com a presença da coordenadora nacional do programa Bandeira Azul, Leane Bernardi, a Prefeitura de Camaçari recebeu a bandeira que é símbolo internacional de proteção ambiental, balneabilidade e sustentabilidade.

A certificação que coloca Camaçari no mapa mundial do turismo ambiental sustentável deve se estender para outras praias, a exemplo de Itacimirim, que já está na fase piloto do Bandeira Azul. “Nós trouxemos o olhar mundial para essa faixa de praia e pra o município, eu queria que todos entendessem a importância desse certificado e nos ajudasse a ampliar esse rótulo para as outras praias. As condicionantes para receber esse título são as mesmos que queremos para toda nossa Costa, de segurança, limpeza e organização”, declarou o secretário de Turismo, Gilvan Souza.

Para a conquista da primeira praia certificada, além da qualidade das águas, infraestrutura e adequações realizadas, Camaçari também se destacou na organização e empenho do governo municipal. “Guarajuba foi a praia que enviou a documentação mais organizada e bem elaborada da primeira temporada. A clareza e documentação bem elaborada ajudou o júri nacional a ter informações que possibilitaram deliberar e enviar a candidatura para o júri internacional. Com a permissão do município, esse documento serviu de base para outros municípios que estavam com dificuldade”, revelou a coordenadora do programa.

Esse empenho também está acontecendo internamente, através do diálogo entre a gestão municipal e órgãos de Meio Ambiente. A balneabilidade das praias e a saúde das lagoas da Costa de Camaçari estão na pauta do prefeito Elinaldo Araújo, que recebeu do Ministério Público da Bahia (MPBA) a autorização,  por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), para retirada das macrófitas aquáticas, plantas que em grande quantidades impedem a oxigenação e retenção da água nas lagoas. O anúncio foi feito durante o evento, pelo promotor de justiça Luciano Pitta, coordenador regional do MPBA. “Estamos trabalhando para reparar danos ambientais e urbanísticos. O Ministério Público está sempre à disposição para colaborar”, disse.

A cerimônia de entrega e hasteamento da bandeira foi marcada ainda por homenagens e o reconhecimento pelo empenho dos moradores do bairro planejado, que abdicaram de comodidades e hábitos antigos de uso da praia, para conquista do selo. “Amamos Guarajuba. Esse é o sentimento que todos os síndicos, moradores, colaboradores e visitantes tem por esse lugar. Por isso, o Bandeira Azul pra nós, representa um sentimento sério; agora que conquistamos vem um novo capítulo de conservar esse título e receber moradores e turistas da melhor forma possível”, anunciou o presidente da Associação de Moradores e Condomínios de Guarajuba (Ascon).

O hasteamento da bandeira também foi avaliado positivamente por quem vive do Turismo. “Esse selo nos trará uma visibilidade mundial, fazendo da praia de Guarajuba um local admirado pelos amantes de preservação ambiental. A conquista é resultado de uma grande equipe, nos dá muito orgulho por sermos uma praia Bandeira Azul”, comemora Sandra Carneiro, proprietária de uma pousada na região. Segundo a empresária, esse selo será um instrumento para “grandes negócios e visibilidade positiva para a Costa de Camaçari”.

Participaram do evento, moradores, secretários e subsecretários municipais, vereadores do legislativo camaçariense e de Salvador, representantes de órgãos de Meio Ambiente, da Marinha, da Bahia Pesca, autoridades da polícia Civil e Militar, empresários e presidentes de associações.

Padrão internacional

“A Bandeira Azul é uma condecoração internacional e, portanto, tem um padrão global mínimo para a qualidade da água”, informa o documento de adesão para as praias.  Na orientação, são descritos padrões e exigências relacionados à educação ambiental, qualidade da água, esgotamento sanitário e segurança dos banhistas, que totalizam 34 critérios. Camaçari cumpriu todos os requisitos e mantém, através de uma comissão formada pela subsecretária de Turismo, Lúcia Bichara, o turismólogo Pablo Nogueira e o presidente do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR), Joel Pereira, o monitoramento dos condicionantes.

Durante a fase piloto, o município forneceu ao longo de um ano, amostras da água e areia da praia para análise. Essa etapa foi possível graças ao apoio da Central de Tratamento de Efluentes Líquidos (Cetrel), empresa especializada que realizou gratuitamente a análise dos rígidos testes do programa, com amostragens semanais.

Fonte: Agência de Notícias – Prefeitura de Camaçari