Educação Ativa Notícias Poder Público

Roda de Conversa com Mabel Velloso marca homenagem aos professores em Camaçari

Foto: Jean Victor
Foto: Jean Victor

Kassiane, Caune, Cauã, Rhailane, Alice, Brenda e Carolaine são alunos da Escola Municipal Parque Florestal, e o que eles têm em comum além de estudarem na mesma unidade de ensino? Eles querem ser professores quando crescer. E foi com a apresentação de um vídeo em que eles e outros alunos da rede são protagonistas que teve início a Roda de Conversa e Tarde de autógrafos com a escritora Mabel Velloso nesta quarta-feira (30/10), no Teatro Alberto Martins. O evento, realizado pela Secretaria da Educação (Seduc), através do Programa Mais e Melhor Educação, é uma homenagem aos educadores municipais.

E com respostas como: “É lindo ensinar”, “Eu amo meu professor”, “Porque quer o melhor pra mim, quer que eu fique no caminho do bem” e “tem paciência comigo e cuida de mim” que os pequenos explicaram o motivo da escolha da profissão, emocionando aos presentes.

Com o propósito de envolver os estudantes na temática da tarde, que transcorreu sobre o livro Farol, de Mabel Velloso, convidada para compartilhar experiências da vida de educadora e também falar sobre a história do livro, a secretária Neurilene Martins perguntou às crianças se um farol deve permanecer aceso ou apagado. E em resposta, os jovens falaram que o farol deve sempre estar aceso para iluminar e ajudar no caminho de volta para casa.

E em cima das respostas dos alunos e da narrativa da autora do livro que diz que um professor é um farol, a gestora da pasta da Educação disse: “fico muito feliz que esses alunos desejam ser educadores, isso significa que o trabalho de cada um de vocês está valendo a pena, que eles estão sendo transformados diariamente pelo exercício dessa profissão tão importante e essencial”, concluiu Neurilene.

De maneira acolhedora, Mabel Velloso entoou uma canção antes de iniciar sua fala no evento e ao final falou: “cantar e contar é o melhor caminho para ensinar”. A escritora, que também é compositora e cordelista, parabenizou a iniciativa da gestão em render homenagens aos professores com a entrega de um livro. “É uma honra ter um pedaço de mim com vocês”, disse fazendo referência ao seu livro Farol, doado a cada um dos presentes. A educadora ainda complementou: “Quando um professor deixa de ler e de ouvir, ele se torna um farol apagado. Por isso desejo que vocês brilhem muito a ponto de dar trabalho ao sol cumprir o seu papel”, brincou.

Compartilhando experiências, Mabel falou: “Quanto mais a gente ensina, mais aprendemos o que ensinamos. É fundamental voltar a usar em sala de aula com os nossos alunos as cartilhas do ABC. É preciso usar Amor, Bondade e Carinho”, concluiu, fazendo relação com as iniciais de cada palavra.

Professora há 28 anos, desses, seis dedicados ao município, Claudia Vega, leciona a disciplina de Artes no Colégio Municipal São Tomaz de Cantuária. “Fiz questão de estar aqui e poder reencontrar essa profissional que admiro demais o trabalho e que é uma grande incentivadora da leitura, o que eu acho louvável, pois acredito que a leitura aproxima as pessoas, faz com que o mundo da pessoa se abra e acolha o outro, e dessa forma contribui para construir pessoas mais humanas e sensíveis. Mabel é alguém que fala com clareza sobre o papel do educador e da importância da arte de educar”, concluiu Claudia.