Militância Social Notícias Poder Público Político Satélite RMS

Professores aprovam paralisação, Prefeitura se manifesta

Foto: Ascom Sispec
Foto: Ascom Sispec

Desde janeiro deste ano professores da rede municipal de ensino de Camaçari tentam negociar a campanha salarial 2017 com a atual gestão. A categoria pede reajuste salarial de 7,64% e até o momento não houve acordo com a prefeitura.

Por conta disso, os profissionais aprovaram paralisação de 48 horas para os dias 17 e 18 de julho, segunda e terça-feira; ato no dia 20 de julho, às 9h, no Centro Comercial e solicitação para antecipação de reunião com gestores municipais de 25 de julho para 19 de julho. Ainda, haverá assembleia geral na próxima quinta-feira (20).

Em nota, a prefeitura de Camaçari afirma que “a ameaça ocorre em meio às negociações que a direção do sindicato vem mantendo com representantes do governo, dentro da campanha salarial da categoria”. A administração garante que o piso salarial dos professores da rede municipal “são bem maiores que o piso nacional da categoria” e pede para que a paralisação não aconteça. Leia o trecho da nota:

“O município tem fornecido para o Sispec todas as informações sobre a situação financeira da prefeitura e discutido a melhor solução para atravessarmos o cenário de crise por que passa o país, e lembra que os vencimentos dos professores das escolas municipais de Camaçari são bem maiores que o piso nacional da categoria.

Renovamos nosso apelo ao bom senso da direção do sindicato para que não adote atitudes radicais, prejudiciais aos nossos estudantes. Lembramos ainda que o Ministério Público já alertou a prefeitura a evitar paralisações prejudiciais ao bom andamento dos trabalhos nas escolas do Município. Isso é um indicativo para que a Prefeitura adote medidas a evitar movimentos que suspendam as aulas, como o corte de ponto dos servidores que aderirem a eventuais paralisações”.

Sobre o Autor

Redação

Deixar Comentário

Clique aqui e deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *