Notícias Notícias

Ouça: Secretário fala sobre a coleta de lixo em Simões Filho

De acordo com o secretário a situação será normalizada a partir de hoje (24). Foto: Reprodução Facebook
De acordo com o secretário a situação será normalizada a partir de hoje (24). Foto: Reprodução Facebook

Desde a 00h de ontem (23) o descarte de lixo foi interrompido em Simões Filho. Conforme a Prefeitura, os caminhões compactadores, que realizam a coleta de resíduos domésticos, teriam sido proibidos de descartar no Aterro Metropolitana Centro (AMC), administrado pela Bahia Transferência e Tratamentos de Resíduos (Battre).

A empresa cobra uma dívida de cerca de R$ 1 milhão, referente aos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro. A administração municipal havia cogitado a possibilidade de utilização do aterro da Limpec, em Camaçari. No entanto, em entrevista ao Cidade Satélite o secretário de Infraestrutura, Alan Lima, afirmou que as negociações com a Battre avançaram e não será necessário utilizar o aterro camaçariense.

“Foi uma conversa [entre os prefeitos] e aí a gente não chegou a avançar, porque a negociação com a Battre avançou. A Battre está recebendo o nosso resíduo normalmente. E o que houve da parte de Camaçari foi a disponibilidade em ajudar a cidade de Simões Filho nesse sentido”, afirma Alan Lima.

Segundo a atual gestão ainda há uma dívida de aproximadamente R$ 2 milhões com a MM Consultoria e Construção LTDA, antiga empresa responsável pela coleta de lixo no município.