Notícias Poder Público

Obras do Rio avançam em trecho do bairro Nova Vitória, em Camaçari

Foto: Ascom/PMC
Foto: Ascom/PMC

Com foco na recuperação e revitalização do Rio Camaçari e Rio Pedreiras, que percorrem a área urbana da sede do município, contribuindo para a melhoria das condições de vida da população, a Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), deu início às intervenções para a Revitalização Urbanística do Rio Camaçari – 1ª Etapa, no trecho 13.3, no bairro Nova Vitória, com os serviços de limpeza, topografia e complementação da macrodrenagem.

De acordo com a Seinfra, nesta etapa ainda serão realizados serviços de recuperação e despoluição do Rio Camaçari e Rio Pedreiras, contemplando a recuperação ambiental; redução dos riscos de enchentes, evitando ocorrências de desabamentos parciais e totais de moradias e pontes; implantação de ponte e pontilhões para a melhoria da mobilidade urbana; reestruturação do sistema viário para pedestres, ciclistas e veículos, adequando as novas vias às normas de acessibilidade; além da oferta de novas áreas de convivência, lazer e de esporte nas margens dos rios, tais como: quadra poliesportiva, campo de futebol, parques infantis, equipamentos de ginástica, quiosques, academia da saúde, entre outros.

A obra ainda contará com redes de saneamento básico e nova iluminação pública. Para tanto, o valor do contrato para obra é de R$ 86.239.351,07, com prazo de execução de 24 meses, contemplando os trechos 3, 4, 5, 8, 9, 10, 11 e 13.3, que abrange aproximadamente oito quilômetros de extensão, passando pelos bairros Nova Vitória, Gleba B, Natal, Centro, Bairro Dos 46, Alto da Cruz, Jardim Brasília, Camaçari de Dentro, Phoc II, Recanto das Árvores e Burissatuba.

Vale lembrar que as obras que iniciaram em 2012 estavam paralisadas desde novembro de 2015 e desde que assumiu o governo em janeiro de 2017, o prefeito Elinaldo Araujo se empenhou com a equipe da Seinfra para atender as demandas necessárias junto à Caixa Econômica Federal, Ministério das Cidades e Controladoria Geral da União, para destravar as obras. Em junho de 2018, o município teve que devolver à Caixa R$ 25,8 milhões, devido a uma série de distorções identificadas na execução ocorrida durante as gestões passadas, para assim conseguir liberação dos novos projetos e dar continuidade ao Programa Municipal de Urbanização Integrada na Bacia do Rio Camaçari.

Sobre o Autor

Redação AGS9

Deixar Comentário

Clique aqui e deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *