Partidário Político

Não representa especificamente governo de Temer, afirma Meirelles sobre candidatura

O ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) afirmou que a sua candidatura à Presidência da República não “representa especificamente” o governo de Michel Temer, e sim o seu currículo pessoal e atuação na iniciativa privada e no setor público. “Estou tirando o rótulo. Por exemplo, não sou o candidato do mercado, não sou o candidato do governo, não sou o candidato de Brasília. A minha proposta é a proposta do meu histórico”, afirmou em entrevista ao Estadão/Broadcast.

“Não estou tentando tirar um rótulo. Estou tentando tirar qualquer rótulo que não seja a minha proposta, meu histórico”, destacou Meirelles, que teve a candidatura lançada oficialmente no mês passado por Temer, que desistiu de tentar a reeleição.

O presidente teria cobrado a união do partido em torno do nome do ex-ministro, que enfrenta resistências na legenda, como a do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e um candidato alinhado em defesa do que intitula ‘legado do seu governo’. Temer teria avisado, porém, que não pretende participar diretamente dos palanques.

“Isso é uma escolha dele. Minha campanha será aberta a todos, não existe restrição”, afirmou Henrique Meirelles em relação a participação do atual presidente na campanha. Titual da Fazenda até o mês de abril, ele pontuou que é o candidato da renda, do crescimento, do emprego e da inflação sob controle, mote da campanha.

“Mas acredito que as reformas feitas por esse governo são fundamentais e, no Ministério da Fazenda, conseguimos neste governo retirar a economia da maior recessão da história e criar dois milhões de postos de trabalho. Isso é um dado inquestionável”, disse Meirelles, que acredita que a recuperação mais lenta da economia do que o esperado não vai prejudicar a candidatura. Pelo contrário, afirma, pode beneficiá-lo porque acontece no momento em que se intensifica o debate eleitoral.

Com informações do Estadão Conteúdo.