Notícias Segurança Pública

Justiça autoriza prisão domiciliar de Fabrício Queiroz e esposa; Márcia continua foragida

foto: reprodução
foto: reprodução

O Superior Tribunal de Justiça autorizou a prisão domiciliar de Fabrício Queiroz e sua de sua mulher Márcia de Oliveira Aguiar, ambos ex-assessores parlamentares do senador Flávio Bolsonaro. Os pedidos de liberdade chegaram ao STJ na última terça-feira (7), mas o recurso só foi concedido nesta quinta-feira (9) pelo ministro João Otávio Noronha.

Alvo de investigação sobre o esquema das “rachadinhas”, Queiroz teve o primeiro pedido negado pelo Tribunal da Justiça do Rio de Janeiro no dia 21 de junho, dois dias após a sua prisão. E até o momento, está cumprindo prisão preventiva em uma cela individual com seis metros quadrados, no presídio de Bangu (RJ).

Enquanto a sua  esposa, Márcia Aguiar, que também irá usufruir deste recurso, continua foragida desde o dia 18 de junho, quando o mandado de sua prisão foi expedido pelo juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal do Rio de Janeiro.