Cultural Música

Juliana Ribeiro apresenta show “Preta Brasileira” no Teatro Sesi Rio Vermelho

Preta brasileira

Das partituras para o palco, a poesia vira som e cena teatral no novo show da cantora e compositora Juliana Ribeiro, intitulado“Preta Brasileira”. A idéia é ilustrar as vivências das ‘Pretas Brasileiras’ pelo mundo a fora através da canção. No espetáculo, três linguagens estão reunidas e culminam numa experiência multi-artística que agrega teatro, poesia e dança dentro da canção como formas de expressão do feminino em sua totalidade.  O show lançado em 2015, passou por diversos palcos do Brasil e do mundo, dentre os quais o Clef Club of Jazz , na Filadelfia –EUA, Parque da Cidade de Salvador, Teatro Vila Velha, Caixa Cultural Brasília e de Curitiba, Caixa Cultural de Salvador, Teatro João Gilberto em Juazeiro, Feira Literária de Cachoeira (FLICA), Caravana Disney /ESPN no Rio de Janeiro, e para os quatro shows da temporada de verão no Pelourinho, Juliana, trouxe como convidadas as Pretas Brasileiras: Dhy Ribeiro (Brasília), a cantora do Ilê Aiye Iracema Kiliane e o artista Gerônimo Santana.

 

A canção “Preta Brasileira”, nasceu depois da artista participar do filme “ Go Go Brazil” a convite do cineasta americano Spike Lee. Após as filmagens, Juliana ficou muito impressionada com a abordagem racial do diretor e a composição veio num sonho. Do mundo onírico para o mundo real, a letra aborda a miscigenação racial e as inúmeras denominações – muitas vezes racistas- para os tons de pele do brasileiro. A letra é irreverente e fala da mulher negra contemporânea, inspirada na própria vivência da compositora. “A ideia é abordar temas cotidianos passados pelas mulheres como o racismo, machismo sem perder o jogo de cintura. As personagens brotam de dentro das  canções justamente para trazer irreverência a questões tão polêmicas! ”, adianta Juliana.

 

Uma homenagem a “Mulher do Fim do Mundo”, Elza Soares marca este espetáculo através da canção “Maria da Vila Matilde”  que aborda o empoderamento feminino e o fim do ciclo da violência através da ligação para o ‘180’. Com direção artística da própria cantora, ‘Preta Brasileira’ traz duetos cênicos entre a artista e o diretor / ator Diogo Lopes Filho, além dos parceiros poéticos Vinicius de Moraes, Paulo Leminski e Cecília Meirelles criando um espetáculo multi-artístico, dançante e divertido aos sentidos.

 

No repertório, Juliana lança mais três canções inéditas, além da homônima ao show. São elas “Canto de Olorum” (uma homenagem a Deusa das Águas, Oxum) de Gerônimo Santana, “Cantador do Sertão”, de Seu Reginaldo Souza, e “Rainha Ginga”, de Juliana em parceria com Lia Chaves , uma homenagem a eterna Clementina de Jesus. Em destaque no repertório uma nova roupagem para um clássico nacional: “Carcará” (João do Valle e José Cândido, 1964), que ganha textura arrojada, trazendo um discurso reflexivo da cantora contra a prostituição infantil no nordeste brasileiro.

 

O cenário fica por conta das projeções de Dexter, VJ reconhecido por fazer da projeção uma arte de intervenções urbanas. Juliana não estará sozinha no palco: mulheres com trajetórias brilhantes como  Clementina de Jesus,  Leci Brandão, Luiza Bairros, Nina Simone, Nair de Almeida (avó de Juliana), Carolina de Jesus,  estarão compondo o cenário através de projeções simultâneas cuidadosamente dirigidas, a fim de extrapolar o sentido da canção numa identificação imediata entre o público e  sua própria  história.

Serviço:

O que: Show de Juliana Ribeiro

Quando: 14 a 21 de fevereiro, às 21h30

Onde: Teatro Sesi Rio Vermelho

Quanto: R$ 30,00 (couvert)

Fonte: http://sesi.fieb.org.br