Cultural

Gratuito: baiano Assis Valente é tema do musical “Nossa Gente”

carmen_miranda_e_assis_valente

O baiano Assis Valente (1911–1958), apesar de pouco conhecido, ocupa lugar de destaque na música popular brasileira e foi o escolhido para estrear o projeto “Nossa Gente”, que leva aos palcos um musical em sua homenagem. “Nossa Gente – Assis não fez Bobagem” faz três apresentações gratuitas, com sessão dupla em Santo Amaro, no Teatro Dona Canô, e uma em Salvador, no Teatro Sesc Pelourinho, nesta sexta-feira (12/07), sábado (13) e quarta-feira (17), respectivamente, às 19h30.

Carmem Miranda gravou mais de 20 músicas de Assis Valente, os Novos Baianos encantaram o país com “Brasil Pandeiro”, de sua autoria, e muitos adultos de hoje cresceram ouvindo as canções “Boas Festas” (Eu pensei que todo mundo fosse filho de Papai Noel…) e “Cai Cai Balão”, duas das suas obras mais executadas.

Idealizado pela cantora e compositora Fá Ribeiro, o musical tem direção teatral de Eddie Marques, direção artística de Maria Antonia Bandeira e direção musical de Lula Gazineu. No palco, as cenas giram em torno da vida e a obra de um artista pouco conhecido em relação à magnitude da sua obra, um homem de múltiplos talentos, que tinha a música como sua grande paixão e que viveu muitos dilemas existenciais, o que o levou ao suicídio com apenas 46 anos, quando já vivia no Rio de Janeiro.

O musical traz à cena 16 canções de Assis Valente executadas ao vivo por uma banda que permanece no palco durante todo o espetáculo, que dura 1h20. O fio condutor do roteiro é uma conversa entre o compositor e a sua consciência após a morte, que por vezes sugere um diálogo entre ele e um anjo da morte, trazendo à tona suas memórias, passagens de sua vida, pessoas que dela fizeram parte, sendo cada situação um convite para a execução de uma de suas músicas.

Ao todo seis cantores dão voz às músicas, sendo um deles o ator e cantor Pedro de Rosa Morais, que interpreta Assis nas suas lembranças. Também dá vida a Assis o ator Everton Rocha, que dialoga com o Anjo da Morte, por sua vez interpretado pela atriz Maria Antônia Bandeira, também diretora artística do musical. Fá Ribeiro assina a concepção do projeto e também atua como cantora e roteirista musical e teatral. A sapateadora e bailarina Raquel Cavalcanti assina as coreografias.