Camaçari Poder Público

Governo Bolsonaro extingue base do Projeto Tamar em Camaçari

Foto: Laís Cruz / Cidade Satélite
Foto: Laís Cruz / Cidade Satélite

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente, exintiguiu três bases avançadas do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Tartarugas Marinhas e da Biodiversidade Marinha do Leste (Tamar). Uma das unidades localizada em Arembepe, região de Camaçari, atua no local desde 1983 na proteção à espécie.

A medida foi tomada nesta quinta-feira (28), através da Portaria 554/2020 publicada no Diário Oficial da União. Além de Camaçari, as outras duas bases avançadas do Projeto Tamar são de Parnamirim-RN e Pirambu-SE, na região Nordeste do Brasil. No fim de abril, 40% funcionários da fundação em todo o país foram desligados.

No local, ainda funcionava uma Escolinha do Tamar, um programa de educação ambiental criado em 2005 e voltado para crianças e adolescentes, entre 6 e 14 anos de idade, da região. A mesma portaria transformou a base avançada do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Nordeste (Cepene) em Caravelas, no extremo sul da Bahia, em uma base avançada do Projeto Tamar. O ICMBio também formalizou a criação de uma nova base avançada do Tamar, em Salvador.

A portaria entra em vigor no dia 1° de julho. A situação dos servidores das bases de Salvador e Caravelas será regularizada pela Coordenação Geral de Gestão de Pessoas (CGGP) no prazo de 180 dias, ouvidas as respectivas Coordenações dos Centros e a Diretoria de vinculação.