Mercado e Negócios Notícias

Google inicia programa de aceleração de startups de jornalismo de dados e de recorte de diversidade

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Google News Initiative confirmou as 10 startups jornalísticas que irão participar da primeira turma do GNI Startup Lab. Essa será uma imersão par empreendedores dedicados ao jornalismo de dados e questões de diversidade (gênero, raça).

Cada startup receberá até US$ 20.000 em financiamento durante o programa e terá mentoria, treinamento e workshops sobre assuntos como estratégia, produto, modelos de negócios, vendas e marketing, construção de comunidade e levantamento de fundos.

Em formato online, o programa de aceleração vai ser realizado de novembro deste ano até abril de 2021. Ao final, os empreendedores vão apresentar suas propostas para potenciais investidores em um Demo Day.

As startups foram selecionadas por um júri composto por membros das entidades parceiras da GNI, que analisaram critérios como: proposta de valor à sociedade clara e bem definida; adequação do produto às necessidades do mercado; qualificação da equipe; viabilidade de execução; contribuição para a diversidade, equidade e inclusão no ecossistema de notícias e ter uma política de ética corporativa bem definida.

Dentre as selecionadas, metade das startups têm mulheres entre seus integrantes e um terço é formada por pessoas negras no quadro de fundadores.

Veja abaixo os selecionados:

Agência BORI

Conecta estudos inéditos de pesquisadores brasileiros a jornalistas de todos os tipos de veículos de comunicação do país.

Agência Tatu de Jornalismo de Dados

De Alagoas, a startup utiliza ferramentas e princípios do jornalismo de dados para produzir conteúdos e produtos inovadores para a realidade local e regional.

Alma Preta

Agência de jornalismo especializada na temática racial, fundamentada em valores antirracistas.

AzMina

Utiliza a comunicação, tecnologia e jornalismo para combater a desigualdade de gênero. Lançou o aplicativo PenhaS para combater a violência contra a mulher por meio da informação, criação de redes de apoio e produção de provas.

Fervura

Com a multilinguagem e diferentes formatos, a plataforma é dedicada à questão climática.

Galápagos Newsmaking

Possui foco em inovar a produção e distribuição de conteúdo jornalístico de qualidade, a partir do uso da tecnologia, a prática educacional e a inclusão do regionalismo e da diversidade.

MyNews

Criado em 2018, é um canal de notícias no YouTube que leva informação, análise e pluralidade de ideias.

Núcleo Jornalismo

Veículo jornalístico que produz investigações a partir de dados públicos.

Ponte Jornalismo

Veículo de comunicação independente focado na cobertura de direitos humanos com foco em temas de segurança pública, justiça, racismo, gênero e sistema prisional.

São Paulo para Crianças

Plataforma de notícias geolocalizadas, premiada pela ONU, que ajuda pais a brincarem com seus filhos a partir do direito à cidade e utilização dos espaços públicos.