Brasil Político

Facebook ‘derruba’ páginas fakes ligadas aos filhos de Bolsonaro e funcionários da presidência

foto: reprodução
foto: reprodução

Na última quarta-feira (8), o Facebook removeu das redes cerca de 88 contas, páginas e grupos relacionados aos colaboradores dos gabinetes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), segundo o jornal O Globo. As contas também estão ligadas aos deputados estaduais Alana Passos e Anderson Moraes (PSL-RJ).

De acordo com o Facebook, a plataforma estava sendo utilizada  para enganar sistematicamente o público, sem revelar a verdadeira identidade dos coordenadores das contas, desde as eleições de 2018. Foram identificadas 35 contas, 14 páginas, 1 grupo e 38 contas no Instagram. Os dados apurados pelas investigações foram analisados por pesquisadores americanos do Digital Forensic Research Lab (DRFLab) — empresa especializada no combate à desinformação e às fake news online — , e apontam que o esquema chegou a alcançar uma audiência de 2 milhões de pessoas.

Os detalhes de toda a operação brasileira foram postados no site do Atlantic Council’s Digital Forensic Research Lab, instituição que realiza análise independente de remoções do Facebook por comportamento inautêntico coordenado.