Cultural

Exposição fotográfica “Afro Barroco” segue em cartaz até quinta-feira (05) em Salvador

exposicao

Parte da programação do Agosto da Cultura Popular, a exposição “Afro Barroco”, do fotógrafo Jomar Lima, segue em cartaz no Foyer Lina Bo Bardi, localizado na sede do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), em Salvador, até a próxima quinta-feira (05/09). A mostra reúne fotografias realizadas na Ordem Terceira do Carmo, em Cachoeira/BA, trazendo na composição as religiosas do candomblé e o espaço católico. A visitação reabre nesta segunda (02) e pode ser conferida até a quinta, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

O diretor do CCPI, André Reis, destaca que a ação ocorre em consonância  com atividades do mês de agosto. “Além de realizarmos o Agosto da Cultura Popular, estamos dentro de um programa do Governo do Estado, denominado Agosto da Igualdade. Trazer a relação da religiosidade para a celebração do mês é importante dentro das políticas afirmativas de valorização da cultura negra, que também se insere na cultura popular e identitária. Quando é mostrada nas imagens a relação da fé católica com o sincretismo pontuamos a importância dessa relação, e Jomar Lima retrata bem essa relação de amor e fé”, explica.

A Ordem Terceira do Carmo tem sua decoração interna inteiramente adornada com talha dourada e azulejos portugueses que ditam passagens bíblicas. A sua arquitetura interna obedece o estilo barroco conhecido como Dom João V, pois verifica-se uma transição entre o barroco e o rococó. É neste cenário do século XVII que os rituais do Candomblé também acontecem. Vivas estão nesse lugar duas memórias ancestrais: uma que subjugou o povo africano e a outra, a resistência e soberania desse mesmo povo.

Este cenário inspirou “Afro Barroco”, um dos mais importantes ensaios fotográficos de Jomar Lima, que reflete a atualidade vivida dentro de uma cidade secular que preserva elementos seculares também. “Foram mais de 20 anos registrando esse ritual praticado pelo povo de Santo, dos terreiros do Recôncavo, em sua caminhada até à Igreja do Carmo para pedir a bênção ao Senhor dos Passos, que é Oxalá no candomblé. A importância em trazer este trabalho para o Pelourinho está em mostrar a tradição e resistência deste povo junto aos rituais”, explica o fotógrafo.

Agosto da Cultura Popular – As atividades do Agosto da Cultura Popular prosseguem neste mês. Até o dia 24 de setembro, sempre das terças aos sábado, às 10h ou às 15h, acontece a exibição do vídeo “Bahia Singular e Plural”, produzido pelo IRDEB, no Museu Eugênio Teixeira Leal.

Já nas segundas e quintas, a expressão cultural que mistura arte marcial, esporte, cultura popular, dança e música, será ministrada pelo Mestre Raimundo Noronha na Oficina de Capoeira Angola, sempre às 16h, no Largo Tereza Batista.

Campanha 1 Ano do Programa Casa Melhor
Banner Ags9