Camaçari Notícias Político

Entrevista: líder da bancada governista na Câmara de Camaçari, Flávio Matos comenta planos para segundo mandato

Foto: Ascom FM
Foto: Ascom FM

Vereador mais bem votado de Camaçari nas eleições 2020, Flávio Matos (DEM), 41 anos, chega ao seu segundo mandato e desta vez assumirá a liderança da bancada de governo na Câmara de Vereadores.

Nos preparativos para o início dos trabalhos legislativos, agendado para 18 de fevereiro, o democrata comenta em entrevista ao Cidade Satélite os planos e projetos para os próximos anos, e os desafios de fazer política diante do cenário de pandemia.

Cidade Satélite – O senhor foi o vereador mais bem votado das eleições 2020, com 3.345 votos. Qual responsabilidade desse número expressivo de eleitores e de que maneira isso influencia na sua atuação política?

Flávio Matos – Ser o vereador mais votado da cidade é uma honra para mim, ao mesmo tempo que aumenta ainda mais a minha responsabilidade, confirma e consolida mais esse compromisso que tenho com a população de garantir direitos, de buscar que as pessoas tenham acesso ao serviço público e, sobretudo, que aumente a confiança na política. Foram votos conscientes, foram corações que se conectaram ao meu e isso significa, repito, que a nossa responsabilidade aumenta. Mas, como não tenho medo de desafios estou pronto para isso e vamos procurar honrar cada voto de confiança, cada pessoa que confia nesse trabalho que desempenhamos e viemos desempenhando durante esses quatro anos do primeiro mandato.

CS – Com a pandemia, as ações de rua e as próprias sessões na Câmara tiveram que ser suspensas. Como planeja desenvolver as ações do mandato diante desse cenário, quais os planos para 2021?

FM – A pandemia atrapalhou muito, né. O ano passado foi um exemplo disso. A pandemia começou no início do ano e tivemos que readaptar as nossas ações, as visitas passaram a ser com menos pessoas, as intervenções nos bairros a cerca de busca do serviço público também. A utilização de máscara nos fez bastante receosos desse vírus, acabei pegando também esse vírus no meio do ano – não foi fácil, foi uma luta muito grande, uma angústia de 15 dias, fora os sintomas – e isso fez com que a gente criasse meios, utilizasse ainda mais fortemente as nossas redes sociais, apresentasse ainda mais o nosso trabalho. Não pudemos parar, porque acho que serviços públicos também são essenciais e já que sou um agente fiscalizador desses serviços, precisava estar na rua a cada momento para lutar para que as pessoas tivessem a melhoria da qualidade de vida. Então, essa readaptação já vem do ano passado, esse ano ainda continua. Espero que muito em breve a maioria da população esteja imunizada com a vacina e a gente volte à normalidade. Mas, como eu disse, sempre buscando garantir os direitos, se não pessoalmente, pelas redes sociais, pelo WhatsApp, enfim a postos disponível para servir a população.

CS – Entre as suas principais bandeiras está a saúde. Além do investimento no combate à pandemia, quais são os seus projetos para o setor e o que acredita ser urgente para Camaçari?

FM – Ouça

CS – Em relação ao esporte, outra bandeira do seu mandato, o que pensa para a área tanto neste cenário de pandemia quanto no pós-pandemia?

FM – O esporte sempre foi uma paixão, uma relação de amor comigo até porque sou um esportista desde criança, fiz todos os esportes, se não todos quase todos. E sempre foi para mim uma ferramenta não só de lazer, mas sim de interação, de inserção social, de transformação de vidas, de orientação e formação de caráter, e por isso sou tão apaixonado por essa pasta. Passamos 12 anos aí de completo abandono do esporte, sem equipamentos públicos, sem campos, sem praças, sem quadras, sem pistas de skate, enfim, sem o investimento em infraestrutura relacionado ao esporte. Hoje não, hoje temos uma realidade diferente, são mais de 60 campos já telados e iluminados. Temos aí o Tudão que foi abandonado durante tanto tempo, inaugurado lá atrás, agora também passa por intervenção; o campo de Jauá, o CIEI de Arembepe também já é uma realidade. Isso significa que os equipamentos públicos estão prontos, assim que passar a pandemia tenho certeza que o nosso secretário Jorge Curvelo iniciará com os programas, fará com o que o esporte não fique apenas centrado como já foi lá atrás apenas em um equipamento, mas que se dissemine, se espalhe por toda a cidade fazendo com que cada criança seja inserida e cada formação de caráter, cada jovem tenha a possibilidade de se tornar homem de bem através dessa incrível ferramenta que é o esporte. Então, é paixão, foi paixão e sempre será paixão o esporte na minha vida.

CS – Na atuação direta na Câmara, a bancada de governo conseguiu 16 das 21 cadeiras. Como tem sido esse diálogo com o prefeito Elinaldo Araújo e a construção do trabalho coletivo do seu grupo político junto a esses parlamentares?

FM – Ouça

CS – Por fim, qual mensagem deixa para os seus eleitores e população camaçariense no geral?

FM – A mensagem que deixo, não só para os meus eleitores, mas para toda a população de Camaçari, o carinho recebido nas ruas, as pessoas me tratam com muito carinho, respeitam a nossa maneira de trabalhar, o nosso empenho, a nossa dedicação pela população de Camaçari e quero reafirmar esse compromisso. Deixo como mensagem esse compromisso renovado de lutar pela garantia de direitos, pela inserção mesmo das pessoas no serviço público – algo que muitos acham distante, mas que é uma realidade e que esse é o papel do vereador, fazer esse elo entre poder público e comunidade. Então, reafirmo esse compromisso, mantendo ele vivo por mais quatro anos com muita dedicação e farei esse segundo mandato sempre, como digo, na verdade e no trabalho.