Educação

Enem 2020: Após polêmica, Inep nega irregularidades em notas da redação

foto: reprodução
foto: reprodução

Na tarde desta sexta-feira (2), o Inep emitiu um comunicado acerca da atribuição das notas de redação dos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, após as diversas manifestações nas redes sociais e nos veículos de imprensa, desde a divulgação dos resultados.

“A partir do completo restabelecimento do sistema, ocorrido às 9h30 do dia 30 de março, começaram diversos questionamentos públicos de participantes sobre a atribuição das notas de redação, e não sobre sua correção. Sobre este fato, o Inep reforça que o processo de correção das redações do Enem é acompanhado em todas as suas etapas e segue rigorosamente os critérios estabelecidos pelo Instituto”, informou o Instituto.

Segundo a Agência Brasil, no total, foram corrigidos 2.723.583 textos dos participantes do exame, dos quais 87.567 zeraram a prova de redação.

“Não há problemas técnicos identificados entre a disponibilidade das referidas notas pelo consórcio Cesgranrio-FGV, contratado para operacionalização do Enem, e o Instituto. A instabilidade apresentada no acesso aos resultados quando da abertura do sistema na Página do Participante, no dia 29 de março, não impacta no banco de notas, que foi previamente composto por rigoroso processo de segurança da informação”, esclareceu o órgão.

O Inep ainda afirmou que estão atuando na conferência das notas brutas extraídas do sistema de correção das provas e as notas apresentadas a todos os inscritos, por meio da Página do Participante. “As análises, já concluídas, garantem que todas as notas apresentadas aos participantes estão de acordo com as notas finais calculadas após a atribuição de pontos de todos os corretores de redação. Os textos dos participantes, transcritos na folha de redação da prova do Enem, podem passar por até quatro correções para o cálculo da média final”, explica.

Após a conclusão de todas essas verificações, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) que não há nenhum problema no sistema do Inep que processa as notas enviadas pela FGV e divulga aos participantes, individualmente, suas notas.