Bahia Cultura e Entretenimento Notícias

‘Domingo no TCA’ realiza exibição virtual do filme baiano “Abraço no Tempo”

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Na véspera do aniversário de Salvador, a tv pública baiana exibe no domingo (28), às 11h, o filme “Abraço no Tempo”, que marca o Domingo no TCA na TVE. A produção do Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), juntamente com Caetano Veloso e Ludwig van Beethoven, tem roteiro de Moacyr Gramacho e Fábio Espírito Santo, que assinam direção geral com Adriano Moraes.

O filme tem como eixo o diálogo entre o popular e o erudito, costurando tempos diversos na existência do contemporâneo. A obra do compositor L. V. Beethoven, um dos pilares da música ocidental, fez a passagem entre os rigores do classicismo e o arrebatamento do romantismo. Colocando em forma de música seus conflitos e paixões mais profundos, sua arte é das criações que resistem ao tempo: um testemunho da condição humana com todas as suas contradições e adversidades, em todo seu drama e esplendor. O plural, popular e sofisticado cancioneiro de Caetano Veloso e suas poéticas tão presentes no imaginário do povo brasileiro se conectam a este discurso.

Integram o programa “Allegro ma non troppo” do Concerto para violino em Ré Maior, Op. 61, com a solista Priscila Rato, violinista e spalla da OSBA, e “Allegro com Brio” da Sinfonia n° 7 em Lá Maior, Op. 92, ambas de Beethoven, além de um arranjo especial assinado por Marcelo Caldi que une a Sinfonia nº 9 “Tema final”, também de Beethoven, à canção “Oração ao Tempo”, de Caetano.
“Abraço no Tempo” reflete sobre a vivência coletiva em meio à pandemia: o tempo de quarentena, de distanciamento e de incertezas, que rapidamente nos fez questionar tudo. O tempo de que se perdeu noção, que tomou outros ritmos e que nos convidou à sua intensa percepção. Um tempo que foi experimentado com emoções extremas, diante do desconhecido, do inesperado, do imprevisível. Entre medo e coragem, insegurança e esperança, distâncias e união, pressa e paciência, este será um tempo marcado na história de gerações. O tempo: esta matéria que é, ao mesmo tempo, concreta e líquida, lenta e veloz, pesada e que nos escapa por entre os dedos.
Domingo no TCAAbraço no Tempo
Quando: 28 de março de 2021 (domingo), 11h
Onde: TVE e no canal do Teatro Castro Alves no YouTube (www.youtube.com/teatrocastroalvesoficial).