Camaçari Mercado e Negócios Notícias

Camaçari deve perder R$ 130 mi em arrecadação com encerramento de atividades da Ford, estima Sefaz

Foto: Divulgação/Ford BA
Foto: Divulgação/Ford BA

A Ford vai encerrar a produção de veículos em Camaçari como anunciou nesta segunda-feira (11) e com isso, a Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz) estima que a cidade perderá R$ 130 milhões em arrecadação de impostos.  

A Sefaz prevê prejuízo anual em Imposto Sobre Serviços (ISS) em torno de R$ 30 milhões, “que será sentido já a partir do fechamento da fábrica”, diz nota da prefeitura.

Já a perda estimada na receita de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) será de R$ 100 milhões a partir de 2023, como aponta levantamento feito pela pasta.

Na questão direta da empregabilidade e geração de renda, cerca de 1.600 funcionários diretos da Ford deverão ser impactos, além dos indiretos e do setor de autopeças. “A gestão salienta que o prejuízo é imponderável, especialmente neste momento, pois tudo funciona como uma grande cadeia, que também atinge o setor de serviços”.

A unidade de Camaçari, que produzia o SUV compacto EcoSport e o compacto Ka nas versões hatch e sedã, será fechada imediatamente, mantendo-se apenas a fabricação de peças por alguns meses para garantir disponibilidade dos estoques de pós-venda. No entanto, será mantido o Centro de Desenvolvimento de Produto.

A Ford foi a primeira montadora do Nordeste. Instalada em Camaçari em 2001, teve investimento inicial de U$ 1,2 bilhão e chegou a produzir 250 mil carros por ano.