Notícias

Camaçari: agentes da STT são acionados pelo Ministério Público e podem perder o cargo

stt

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) acionou três agentes da Superintendência de Trânsito e Transporte (STT) de Camaçari, Fábio Silva dos Santos, Anderson Silva Rodrigues e José Pereira de Cerqueira, “por agredirem um motorista e tomarem seu celular durante uma abordagem”, afirmou o órgão em nota.

Na ação civil pública, o promotor de Justiça Everardo Yunes pede que a Justiça determine a perda da função pública dos agentes, além da suspensão dos seus direitos políticos, pagamento de multa e proibição de contratar com o Poder Público.

O promotor de Justiça relata na ação que, “no dia 28 de novembro de 2018, às 10h, agentes de uma guarnição da STT teriam notado, ‘à distância’, que um motorista estaria ‘supostamente cometendo a infração de parar o veículo que conduzia em local irregular no estacionamento da Prefeitura de Camaçari'”, relata em nota o MP-BA.

O promotor conta que “o agente Anderson Rodrigues desceu da viatura, advertiu o motorista e ‘reteve seu celular, para impedi-lo de gravar a abordagem’. Posteriormente, com a chegada de uma nova guarnição da STT, o motorista solicitou que os agentes acionados devolvessem o seu aparelho celular”.

Ainda em nota, o órgão destaca que a ação traz nos autos imagens de gravações celulares realizadas por “cidadãos indignados” mostrando que, “nesse momento, o motorista foi rodeado e agredido fisicamente, com empurrões e socos”, pelos três agentes acionados. Além das imagens, a ação se baseia em depoimentos de testemunhas que atestam que “em nenhum momento, o motorista agrediu ou ofendeu os agentes”.