Notícias Notícias

Calendário: Agências da Caixa funcionarão em horário especial para saque do FGTS inativo

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A partir do dia 10 março começará os saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) inativos. O Governo Federal e a Caixa Econômica divulgaram hoje (14) o calendário do pagamento dessas contas.  A ordem para data dos saques vai de acordo com o dia de nascimento dos trabalhadores.

Vale lembrar, que tem direito ao benefício quem pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015.

Abertura do calendário Trabalhadores nascidos
10 de março Janeiro e fevereiro
10 de abril Março, abril e maio
12 de maio Junho, julho e agosto
16 de junho Setembro, outubro e novembro
14 de julho Dezembro

O trabalhador pode acessar o site da Caixa ou entrar em contato pelo Serviço de Atendimento ao Cliente, o 0800 726 2017, para tirar dúvidas e consultar o saldo da conta. Seja na internet ou telefone, é necessário informar o número do CPF e PIS/PASEP (NIS).

O banco informa ainda que 1.891 agências vão abrir aos sábados, a partir de março, sempre uma vez por mês, exceto em abril. As unidades funcionarão das 9h às 15h, no dias 11 de março, 13 de maio, 17 de junho e 15 de julho.

Entre amanhã (15) e sexta-feira (17), todas as agências abrem duas horas mais cedo para atendimento exclusivo a esse público. Neste sábado (18), das 9h às 15h, elas funcionam para tirar dúvidas sobre o saque de contas, regularização de cadastro e cadastramento de cartões e senhas do Cartão do Cidadão. Novas datas e horários especiais de abertura devem ser divulgados pela Caixa.

Os trabalhadores com saldo até R$ 1,5 mil podem retirar o valor no autoatendimento da Caixa com a senha do Cartão do Cidadão. Os valores entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil só serão sacados mediante apresentação do Cartão do Cidadão e senha para pagamento no autoatendimento.

Nos correspondentes Caixa Aqui e lotéricas também é permitido sacar até R$ 3 mil, apresentando documento de identificação, Cartão do Cidadão e senha. Acima de R$ 3 mil, o trabalhador deve se dirigir a uma das agências do banco. Para os saques superiores a R$ 10 mil, é preciso apresentar carteira de trabalho ou documento que comprove a demissão.

Com informações da Ascom Caixa