Notícias

Agências bancárias são interditadas em Paripe e Calçada

Foto: Bruno Concha/Secom
Foto: Bruno Concha/Secom

A Prefeitura de Salvador interditou duas agências bancárias do Itaú na manhã desta quarta-feira (8), situadas nos bairros de Paripe e Calçada, por desrespeitarem as determinações do Decreto Municipal 32.320/2020. A legislação determina que os bancos instalados em Salvador organizem as filas respeitando a distância mínima de um metro entre os clientes, tanto os que estão em atendimento como os que aguardam do lado de fora.

Além das interdições por tempo indeterminado, a força-tarefa criada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) realizou 30 vistorias em agências bancárias, no período da manhã, com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Polícia Militar da Bahia (PM-BA). Desde a segunda-feira (6) até a manhã de hoje, 84 agências bancárias já foram vistoriadas, 31 foram notificadas e duas foram interditadas.

“Os bancos precisam prestar os seus serviços com qualidade e segurança à vida e à saúde da população. Não vamos aceitar o descumprimento ao decreto municipal. A organização das filas externas é de exclusiva responsabilidade do banco e eles precisam se adequar”, afirma o secretário da Sedur, Sérgio Guanabara.

A organização dos clientes deve ser feita tanto na parte interna como na parte externa das agências. Para tanto, os estabelecimentos podem utilizar sinalização horizontal disciplinadora e demais ferramentas que sejam necessárias. A medida começou a valer na última sexta-feira (3) com o objetivo de garantir o isolamento social, visto que a fiscalização municipal vinha constatando a aglomeração de pessoas nessas instituições nos últimos dias.

“Nós vamos continuar agindo sempre em defesa da população, da sua saúde e da sua vida. O nosso inimigo é um só, o Covid-19, e vamos vencer essa guerra”, acrescenta Guanabara.