Poder Público

Acusado de sonegação de impostos, fundador da Ricardo Eletro é liberado pela justiça um dia após a prisão

Foto: Ricardo Mello/TV Globo
Foto: Ricardo Mello/TV Globo

Deflagrado pela operação “Direto com o dono”, do Ministério Público de Minas Gerais, o empresário Ricardo Nunes foi solto pela Justiça na tarde desta quinta-feira (9), após prestar depoimento sobre o seu envolvimento no caso investigado pelo MP. 

O fundador da rede de comércio varejista ‘Ricardo Eletro’, e sua a filha mais velha, Laura Nunes, foram presos na manhã de ontem (8), em São Paulo. Após a captura, Ricardo Nunes foi encaminhado pela Polícia Civil para o Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. 

Ao ser liberado, Ricardo disse que tudo já foi esclarecido e fará uma “live” nesta segunda-feira (13), para se explicar. Ricardo está sendo indiciado por sonegar, ao longo de mais de cinco anos, cerca de R$ 400 milhões em impostos devidos ao estado Minas. O Ministério ainda afirmou que a rede de eletrodomésticos e eletroeletrônicos possui “dívidas vultosas em praticamente todos os estados onde possui filiais”. 

LEIA MAIS: