Bahia Salvador Saúde

ACM Neto anuncia lockdown no Dois de Julho, Baixa dos Sapateiros e mais 04 localidades do Centro de Salvador – confira 

foto: reprodução
foto: reprodução

Nesta terça-feira (30), o prefeito ACM Neto anunciou durante uma coletiva virtual, a relação dos bairros que entram em lockdown a partir desta quinta (2). Segundo o gestor, o Centro de Salvador terá medidas mais restritivas nas regiões de Dois de Julho, Baixa dos Sapateiros, avenidas Joana Angélica e Sete de Setembro, Rua da Mangueira e Rua Carlos Gomes. 

O Centro da cidade já possui 491 casos da Covid-19, sendo 448 nos últimos 30 dias e 226 em sete dias, além de dois sepultamentos. “Quando vi o número de casos nos últimos sete dias fiquei preocupado. Ontem (29), passei pela na Avenida Joana Angélica para ver o movimento. Havíamos alertado ambulantes e feirantes que eram necessários que eles respeitassem as regras de segurança, o que infelizmente não aconteceu. Por isso, teremos de suspender as atividades no local, inclusive fazendo interdição de trânsito com acesso apenas a moradores, mediante apresentação de comprovante”, afirmou o prefeito.

As ações regionalizadas irão — inicialmente — vigorar por sete dias, e têm o intuito de diminuir a taxa de transmissão da doença, aliviar a pressão sobre os leitos de UTI e preservar o máximo de vidas na cidade.

MEDIDAS

Os comércios formais e informais devem permanecer fechados, independentemente do tamanho da área. Apenas atividades essenciais podem funcionar, a exemplos de supermercados, padarias, delicatessens, farmácias, açougues, estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery (sem retirada no local) e serviços de saúde.

As localidades receberão ações de proteção à vida, que envolvem distribuição de cestas básicas para trabalhadores informais e entidades sociais que atuam na região, e de máscaras de proteção para a comunidade. Também são oferecidos testes rápidos para detecção do coronavírus, medição de temperatura, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e assistência social através do Cras Itinerante.